quinta-feira, julho 19, 2007

Creep




Creep dos Radiohead é uma música de que gosto muito. Por mero acaso, encontrei este vídeo sobre um filme que eu não conhecia e cuja música é precisamente aquela que eu mencionei. Achei a cena deliciosa porque a música, para mim, funciona muitas vezes como elo de ligação com os outros; serve para nos aproximar, para desvelar estados de espírito, para revelar sentimentos, para comunicar... e, também, para nos apaixonarmos... Parece ser esse o caso mostrado no vídeo.


"Sozinhos no meio da multidão" poderia ser um título para este vídeo porque, efectivamente, a música tem essa virtude: aliena o mundo à nossa volta e transporta-nos para um universo muito particular onde tudo é possível...

(do filme "Ils se marièrent et eurent beaucoup d'enfants" com Johnny Depp e Charlotte Gainsbourg)


Love and ligth!

15 Comments:

Blogger aflores said...

Adoro a música, o conjunto e os actores referidos. No entanto...não conheço o filme.

Já pedi ao meu filho para fazer a "investigação" necessária para o ver ;);)

Beijinhos do "morenaço" :)))))

6:47 da tarde  
Blogger ARTEMINORCA said...

Adorei este bocadinho! Obrigada amiga, pela tua visita tão doce!
Beijinhos, Lu

12:42 da manhã  
Blogger Gi said...

música conheço o filme também não. Mas fiquei curiosa...

A música é isso tudo , é evasão. E é silêncio. Sem ele ela não existia.

Beijinhos

(a casa nova? tudo em ordem? :) )

1:33 da manhã  
Blogger Jade said...

Gi,
Ainda estou na fase da transição, ou seja, metade das coisas já estão na casa nova e outras na antiga. Agora tenho que esperar pela data da escritura para me mudar definitivamente. É um stress!

Beijos para todos!

1:36 da tarde  
Blogger Professorinha said...

Essa música acompanhou os meus anos de secundário... Adorava a música e eu e as minhas colegas fartavamo-nos de cantar e escrever a letra (ou parte dela) nos nossos cadernos...


Beijos

8:26 da tarde  
Blogger FL said...

Grande banda.

1:41 da tarde  
Blogger Z said...

nos últimos tempos não tenho escrito, não tinho lido (blogs), não tenho ouvido música ou visto vídeos (em blogs - sim, porque tenho feito e ouvido tanta música que estou absolutamente saturado de som e a precisar de uma cura de silêncio!!), e por isso mesmo nem sequer ouvi/vi o creep - música da qual gosto muito.
Por isso este comentário é só pra dar sinal de vida e, sobretudo, pra te agradecer e dar os parabéns por teres criado um (sub-)blog só para a Mel! Ainda não o fiz, mas em breve vou ler a história toda que até aqui só fui seguindo meio fragmentadamente!
Beijinhos!

7:00 da tarde  
Blogger Klatuu o embuçado said...

Muito fixe! ;)

7:38 da tarde  
Blogger CaCo said...

Adoro o Johnny Depp! E gosto muito desta música também.

Gostei da compilação da Mel. Descobri que não falhei nada! ;))

Estou a voltar aos poucos. Agora, onde estou, não tenho net e tem sido difícil arranjar tempo para blogar quando tenho acesso a ela. Vamos ver.

7:59 da tarde  
Blogger Klatuu o embuçado said...

Amiga, Jade... desculpa do quê? O meu castelo sempre teve os portões abertos para ti.

Quanto ao «motivo»... todo o texto é irónico... Não falam de política! Percebes? Os senhores amaldiçoados pela Esquerda, mas também pela Direita serôdia e conservadora... falam de rosas e do Mediterrâneo! E foram escolhidos por ser belos!

As duas fotos são raras... eram ambos jovens: Nietzsche tinha, na altura, só 22 anos - e Pound, 33. Ainda não eram o «bulldog» de bigode, nem o ancião de rosto atormentado - que ficaram para a mitologia analfabeta colectiva!

A sua beleza - não falo de boniteza - é enorme: estão cheios de sonhos, de coragem, de bondade, de altura! Gosto de rostos, dizem tudo das pessoas, da sua alma e do seu coração!

Dark kiss, amiga.

4:37 da tarde  
Blogger Jade said...

klatuu,
Gosto particularmente de Nietzsche por tudo o que ele representa, ainda que considere os seus livros, que tive que ler, de difícil acesso; pelo menos para mim, na altura, foi complicado entrar na escrita dele...

5:45 da tarde  
Blogger Klatuu o embuçado said...

Sim, é um filósofo de difícil leitura - que se presta a muitos equívocos - porque optou por escrever Filosofia numa forma aforística e poética, tal como os primeiros filósofos gregos, Heraclito, por exemplo, de quem era admirador.
Para ler Nietzsche é necessária uma longa convivência com a Obra.
Aconselho-te começares pela Poesia, há uma tradução excelente do grande germanista e Professor Paulo Quintela.
Depois aconselho-te leres duas obras do início: «Livro do Filósofo» e «A Filosofia na Idade Trágica dos Gregos»; enquanto lês estes, vai lendo «Ecce Homo», a sua autobiografia sarcástica.
A partir daqui... lê sempre por ordem cronológica.

Dark kiss.

6:13 da tarde  
Blogger Klatuu o embuçado said...

Na boa, amiga... ;)

11:05 da tarde  
Blogger Cristina said...

A música é fantástica. Sempre gostei imenso dela :)

Beijinhos grandes e boa sorte nas mudanças! :)

4:09 da tarde  
Blogger AnadoCastelo said...

Gosto imenso desta música. Não conheço é o filme.
Beijinho querida e boa mudança

12:14 da manhã  

Deixe um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home